sexta-feira, 25 de julho de 2014

ARROMBAMENTO SEGUIDO DE FURTO EM ESCOLA DE SÃO RAFAEL

 
A polícia militar foi informada na manhã de hoje que a Escola Francisco Pinheiro, localizada no Centro da cidade de São Rafael, foi vítima da ação de meliantes. Os indivíduos adentraram no interior da escola e arrombaram a porta da sala de vídeo, onde de seu interior furtaram uma TV LED e uma antena portátil. O arrombamento foi praticado na noite de ontem. Esta é a segunda vez que a escola é alvo de meliantes, sendo que na primeira vez dois jovens foram presos acusados de participarem do arrombamento.  Se você tiver alguma informação que leve aos autores deste arrombamento/furto ligar para o 88734530 que sua identidade será mantida em sigilo e se alguém chegar oferecendo estes produtos não compre, pois quem adquirir pode ser preso e processado por receptação.
PM São Rafael

Fotos exclusivas do Assalto ao Bradesco no Alto do Rodrigues/RN

A agência do Bradesco na cidade do Alto do Rodrigues, distante pouco mais de 180 quilômetros de Natal, foi alvo de uma explosão durante a madrugada desta sexta-feira (25).
 Segundo a Polícia Militar, os criminosos usaram dinamite para detonar os caixas eletrônicos. Com a explosão, que aconteceu por volta das 3h, o prédio ficou destruído e vidraças de algumas lojas vizinhas à agência foram estilhaçadas. O valor levado não foi revelado.
Ainda de acordo com a polícia, não se sabe ao certo quantos eram os criminosos, mas há informações que os assaltantes estavam encapuzados e portavam armas de grosso calibre.
A PM também confirmou que um carro forte havia abastecido a agência nesta quinta-feira (24). Várias cédulas, queimadas, ficaram espalhadas pelo chão.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

JOVEM É MORTO COM VÁRIOS TIROS EM IPANGUAÇU/RN

Na tarde de hoje 24 de julho, por volta das 16:20hs aconteceu um homicídio na comunidade de Arapuá, zona rural de Ipanguaçu. As primeiras informações são que a pessoa conhecida por Tássio Morais de 21 anos,  (filho do senhor
Tobias ) foi alvejado com pelo menos 04  tiros, Duas pessoas em uma moto chegou na rua do campo na referida comunidade, ao se deparar com a vitima, já foi atirando, em seguida fugiram sentido ignorado. A vitima ainda chegou a ser socorrida por populares, mas veio a óbito ao dar entrada no hospital regional e Assu, pois ao passarem no centro de saúde  de Ipanguaçu não tinha nenhum medico, a policia foi acionada e realizou diligencia, mas ate o termino desta matéria ninguém foi detido.

100ª Morte violenta em Mossoró - Individuo reagiu a uma abordagem e morreu no confronto com agentes da Rocam


Individuo morreu em confronto com Policiais da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas, Rocam, na zona rural de Mossoró. O confronto aconteceu no Sitio Hipólito II, localizado as margens da BR 304, cerca de 30 Km de Mossoró em direção a Natal.
A Central de Operações da Policia Militar recebeu informação que um indivíduo estaria em atitude suspeita, vendendo droga e exibindo uma arma de fogo na comunidade. O informante apontava ainda que o mesmo era um dos envolvidos na morte do vigilante durante um assalto a agencia dos Correios da cidade de Parau. Quando os militares localizaram o elemento ele se trancou dentro da residência e não atendeu ao pedido de uma familiar para abrir a porta do quarto.
Diante da negação um tio autorizou à entrada dos Policiais, que foram recebidos a bala. Um dos disparos atingiu um “Porta treco” afixado na perna de um dos policiais. Os militares reagiram e o indivíduo foi baleado e socorrido para o Hospital Regional Tarcísio Maia em Mossoró, mas já chegou morto.
O elemento morto no confronto é Icaro Luiz Dantas de Freitas de 23 anos de idade e morava na Rua Juvenal Lamartine, no bairro Santo Antônio, aquele mesmo que foi baleado na madrugada de sábado, próximo ao Vuco Vuco na Avenida Rio Branco. Ele estava com um revolver com todas as munições deflagradas e um tablete de maconha. A policia acredita que a arma é a que foi levada do vigilante de Parau. Os procedimentos deverão ser realizados na Delegacia Especializada em Homicidios de Mossoró, Dehom e a arma encontrada com a vitima deverá ser encaminhada ao Itep para uma comparação balistica.

 

Menino de 6 anos é estuprado e tem órgão genital arrancado; acusado ainda não foi encontrado

Menino de 6 anos é estuprado e tem órgão genital arrancado; acusado ainda não foi encontrado; Entenda
Um crime bárbaro revoltou a população da capital baiana. O corpo de um menino de 6 anos foi encontrado, em estado de decomposição, por populares dentro de uma residência na rua Dilson Souza, bairro de Pernambués.
Segundo a polícia, na última sexta-feira (18), os vizinhos sentiram um forte mau cheiro, invadiram a casa e encontraram o corpo enrolado em um lençol. A proprietária do imóvel afirmou ter alugado a casa para um homem, que se identificou apenas como André e ficou de apresentar os documentos a ela posteriormente. Segundo ela, André havia alugado a casa há quatro dias antes do crime, avisou que a criança era filho dele e depois não foi mais visto.
De acordo com informações da 1º CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar), o corpo da criança já estava em estado de decomposição e foi constatado que o ânus foi dilacerado e o órgão genital arrancado.
Apesar dos pais da criança terem o reconhecido, o IML (Instituto Médico Legal) informou que só liberará o corpo após o exame de DNA.
Testemunhas afirmaram que o assassino chegou à localidade da Polêmica, em Brotas, e teria oferecido a quatro crianças roupas e brinquedos, que seriam comprados em um shopping. Mas, que depois ele acabou levando só o menino.
Revoltados, os moradores protestaram no final da tarde desta terça-feira (22), fechando a avenida Antônio Carlos Magalhães, próximo a localidade da Polêmica. Com faixas, cartazes e fotos do suposto criminoso, o grupo pedia justiça.
A Polícia Civil, que está investigando o caso, informou que os pais da criança, que são separados, já foram ouvidos. O pai afirmou que o menino vivia em situação de rua. A mãe contestou a informação dizendo que ele apenas vendia doce em um sinal.
Ainda segundo a Polícia Civil, o criminoso não foi identificado, já que o homem se apresenta com diversos nomes diferentes. Mas, um adulto, que vendia doce no mesmo sinal que o menino, está sendo procurado.
  com r7


quarta-feira, 23 de julho de 2014

Luto: Ariano Suassuna morre aos 87 anos Escritor paraibano, radicado em Pernambuco, não resistiu a complicações de um AVC hemorrágico






O escritor
Ariano Suassuna não resistiu a complicações de um AVC hemorrágico e
faleceu nesta quarta-feira (23), aos 87 anos, no Recife. Paraibano,
radicado em Pernambuco, o autor de O auto da Compadecida estava
internado no Real Hospital Português, no bairro da Ilha do Leite, desde
a segunda-feira (21). Ele sofreu uma parada cardíaca por volta das
17h40.


O
velório deve ser realizado no Palácio do Campo das Princesas. De lá, o
corpo segue em cortejo em carro do Corpo de Bombeiros até o Cemitério
Morada da Paz, onde será enterrado.

Ariano
não morreu só. Porque, como disse o próprio autor em uma das inúmeras
entrevistas que concedeu: “quem gosta de ler não morre só”. E ler era
uma paixão de Ariano desde pequenino. Assim como escrever. Foram 15
livros de romance e poesia, além de 18 espetáculos de teatro.  

A
última atividade pública do escritor foi na sexta-feira (18), quando
concedeu uma aula-espetáculo no Festival de Inverno de Garanhuns (FIG),
no Agreste. Na manhã do sábado (19), tirou fotos com fãs que
participavam do evento.

“Não
gosto da ideia de ter 'medo de morrer'. Sou paraibano e não gosto de
confessar que tenho medo (risos). Eu conheço a palavra ‘medo’, porque li
no dicionário”, declarou Ariano em recente entrevista ao Correio
Braziliense. Ariano deixa cinco filhos - Maria, Manoel, Isabel, Mariana e
Ana - e a esposa, Zélia de Andrade Lima, com quem era casado desde
1957. O casal teve ainda outro filho, Joaquim, que cometeu suicídio em
2010.

VIDA


Ariano
Vilar Suassuna nasceu em Nossa Senhora das Neves, hoje João Pessoa, na
Paraíba, em 16 de junho de 1927, filho de Cássia Villar e João Suassuna.
Após a Revolução de 1930, seu pai foi assassinado no Rio de Janeiro e a
família mudou-se para Taperoá, no Sertão da Paraíba, onde morou até
1937. 


O escritor de Romance d'A pedra do reino 
veio ao Recife em 1942, para dar continuidade aos estudos e,
posteriormente, ingressar na Faculdade de Direito. Depois de exercer a
profissão de advogado por alguns anos, abandonou o ofício para ensinar
estética na Universidade Federal de Pernambuco.


Depois
de 38 anos, Ariano se aposentou e se dedicou a ministrar
aulas-espetáculo, formato em que ele aproveitava para contar histórias,
defender a cultura popular, fazer críticas e elogios. Com as
apresentações, percorreu teatros, escolas, congressos e centros
culturais do país inteiro, às vezes acompanhado de uma trupe de músicos e
dançarinos, outras vezes sozinho. 

Foi
membro fundador do Conselho Federal de Cultura (1967); nomeado, pelo
Reitor Murilo Guimarães, diretor do Departamento de Extensão Cultural da
UFPE (1969). Ligado diretamente à cultura, iniciou em 1970 o "Movimento
Armorial", interessado no desenvolvimento e no conhecimento das formas
de expressão populares tradicionais. 

Ariano
foi secretário de Cultura do Estado de Pernambuco, no Governo Miguel
Arraes (1994-1998), membro da Academia Paraibana de Letras (APL/PB),
Academia Pernambucana de Letras (APL/PE) e da Academia Brasileira de
Letras (ABL). Em 2004, com o apoio da ABL, a Trinca Filmes produziu o
documentário O Sertão: Mundo de Ariano Suassuna, dirigido por Douglas
Machado. Era torcedor fanático do Sport Clube do Recife.

Assista a trecho de aula-espetáculo ministrada por Ariano em dezembro, quatro meses depois de ser internado devido a infarto e derrame


Parceria

Ariano em uma das mais muitas ocasiões em que foi acompanhado pela esposa Zélia. Foto: Nando Chiappetta/DP/D.A Press
Ariano em uma das mais muitas ocasiões em

 que foi acompanhado pela esposa Zélia. 

Foto: Nando Chiappetta/DP/D.A Press
Por muito
tempo, Ariano teve um modo trágico de ver a vida, refletida nas suas
primeiras obras. Depois que conheceu a companheira Zélia, em 1951,
passou a ter uma visão menos dolorosa do mundo, o que abriu espaço para a
veia cômica nos textos. Ariano conheceu Zélia quando tinha 17 anos, e
ela 13, mas só viriam a namorar três anos depois. 


“Foi
um encontro fundamental para mim. Até o ano de 1951 eu só escrevia
tragédia. Eu nunca tinha procurado canalizar para o teatro uma veia
cômica que as pessoas da minha família normalmente têm. Os Suassuna, de
modo geral, são bons contadores de história. Depois de conhecer Zélia e
entrar no Teatro do Estudante foi que comecei a usar esta veia cômica.
Eu acredito que o teatro e a arte, de um modo geral, me ajudaram com
relação a isto, mas também não posso esquecer a colaboração da minha
mulher”, afirmava, em 2005.


Veja as principais obras do autor:


LINHA TEMPO

1927 -
Nasce em 16 de junho, no Palácio da Redenção, sede do governo da
Paraíba. Filho de João Urbano Pessoa de Vasconcelos Suassuna e Rita de
Cássia Dantas Villar, era o oitavo filho de uma família que teria, ao
todo, nove herdeiros. Naquela época, a capital paraibana, atual João
Pessoa, chamava-se Nossa Senhora das Neves. Então presidente do estado
(hoje um governador), João Suassuna pensou em dar à criança o nome de
Pedro, mas resolveu homenagear um santo que vivera séculos antes no
Egito.

1945 - Três
anos depois de se mudar de vez para o Recife, deixando a Taperoá da
infância, Ariano Suassuna publica o primeiro poema: Noturno. No colégio
Oswaldo Cruz, para onde segue depois de estudar no Americano Batista e
no Ginásio Pernambucano, fica amigo de Francisco Brennand. Todos os seus
irmãos - Saulo, João, Lucas, Marcos, Germana, Beta, Selma e Magda -
agora estão estabelecidos na cidade.

1947 - Ariano
escreve sua primeira peça de teatro: Uma mulher vestida de sol. O texto
conquista o prêmio Nicolau Carlos Magno, do Teatro do Estudante de
Pernambuco (TEP), mas nunca estreia - só em 1994 seria adaptado para a
TV. Concebe Cantam as harpas de Sião, que reescreveria uma década mais
tarde, como O desertor de Princesa. Ainda
em 1947, um ano depois de promover uma cantoria popular no Teatro de
Santa Isabel, Ariano começa a namorar com Zélia de Andrade Lima, na
festa de aniversário de uma amiga em comum.

1952 - Depois
de duas temporadas em Taperoá, para onde fora com o intuito de se curar
da tuberculose que contraíra no Recife, Ariano volta a Pernambuco e
começa a trabalhar no escritório do jurista Murilo Guimarães. É um jovem
advogado que ao lado de Gastão de Holanda, José Laurênio de Melo,
Aloísio Magalhães, outros bacharéis em Direito, e a Orlando da Costa
Ferreira, para montar, três anos depois, O Gráfico Amador, uma sociedade
que imprimiria cerca de trinta livros em sete anos. O primeiro, a sair
em 1955, é Ode, de Ariano Suassuna.

1955 - 
No ano anterior, Ariano desistira da carreira na advocacia, literalmente queimando seus livros de direito, e escreveraO rico avarento, baseado
em uma peça de mamulengo. Mas é atendendo a uma encomenda do TEP que
ele gradualmente se afasta da seara trágica para incorporar elementos
mais cômicos a seu teatro. Surge o Auto da Compadecida, que estrearia em
setembro do ano seguinte, para um Santa Isabel sem muito público.

1957 - Casa-se
com Zélia em 19 de janeiro. Terão seis filhos: Joaquim, Maria, Manuel,
Isabel, Mariana e Ana. Auto da Compadecida é encenado no I Festival de
Amadores Nacionais, da Fundação Brasileira de Teatro, no Rio de Janeiro e
ganha a medalha de ouro da Associação Brasileira de Críticos Teatrais.
Ariano vence o prêmio Vânia Souto de Carvalho com O casamento suspeitoso, montada
pela Companhia Sérgio Cardoso, com direção de Hermilo Borba Filho, em
São Paulo; e a medalha de ouro da Associação Paulista de Críticos
Teatrais por O santo e a porca.

O escritor e teatrólogo paraibano Ariano Suassuna com o neto João Urbano. Foto: Benedito Soares/DP/D.A Press
O escritor e teatrólogo paraibano Ariano Suassuna com o neto João Urbano. Foto: Benedito Soares/DP/D.A Press
1967 - 
Completa uma década como professor na Universidade
Federal de Pernambuco, onde lecionou Teoria do Teatro, Estética e
Literatura Brasileira no Centro de Artes e Comunicação e História da
Cultura Brasileira no mestrado em História da UFPE. É membro fundador do
Conselho Federal de Cultura, do qual fará parte até 1973. No ano
seguinte, funda também o Conselho Estadual de Cultura de Pernambuco, que
integrará até 1972. E, em 1969, é nomeado diretor do Departamento de
Extensão Cultural da UFPE pelo reitor Murilo Guimarães. Ficará no cargo
até 1974.

1970 - 
Em 18 de outubro, o concerto Três séculos de música nordestina - do arroco ao Armorial e
uma exposição de gravura, pintura e escultura lançam o Movimento
Armorial. Desde 1969 Ariano se juntara a Capiba, Guerra Peixe, Jarbas
Maciel e Clóvis Pereira em busca de uma música erudita nordestina que se
amalgamasse a seu teatro; à poesia de Deborah Brennand, Janice
Japiassu, Marcus Accioly e Ângelo Monteiro; à gravura de Gilvan Samico; e
romance de Maximiniano Campos. Publica poesias inéditas no volume O
pasto incendiado.

1971 - 
É publicado o Romance d'a pedra do reino e o príncipe do sangue do vai-e-volta pela
editora carioca José Olympio; Ariano vinha se dedicando à obra desde
1958. A história narrada por Dom Pedro Dinis Quaderna se passa na
Paraíba de 1930, e retoma fatos reais, como a tragédia da Serra do
Catolé, onde fica a verdadeira Pedra do Reino. O livro tem 635 páginas e
passaria mais de três décadas fora de catálogo, sendo reeditado somente
em 2004, pela mesma editora. Ainda em 1971, A pena e a lei sai pela Livraria Agir.

1975 - O
então prefeito do Recife Antônio Farias coloca Ariano como Secretário
de Educação e Cultura, cargo que exercerá até 1978. Pela Editora
Universitária, da UFPE, publica Iniciação à estética. No Diario de
Pernambuco publica os folhetins deAo sol da onça Caetana, primeiro livro de O rei degolado. A parceria com o Diario segue até 1977, com o fim d'As infância de Quaderna e
o início de artigos dominicais (A confissão desesperada). Ainda no
Diario, Ariano, em 1981, escreve uma carta “pedindo sossego”,
intitulada Despedida.

1990 - 
Em
9 de agosto, Ariano é empossado como sexto ocupante da cadeira 32 da
Academia Brasileira de Letras, para a qual havia sido eleito um ano
antes. Vai à posse com um fardão feito por Edite Minervina, costureira
recifense, e com bordados criados por Cicy Ferreira, do Clube das Pás.
No discurso, cita Os sertões e Euclides da Cunha. “Se queremos, mesmo,
encontrar um caminho para nosso país, temos que segui-lo, levando
adiante, na medida das forças de cada um, a chama iluminadora daquele
que foi e continua a ser a obra fundamental para o entendimento do
Brasil”.

1995 -
 No
terceiro governo de Miguel Arraes, assume a Secretaria de Cultura do
Estado, onde ficará até 1998. Dentro do programa de trabalho, cria o
conceito de aula-espetáculo, que o levaria a percorrer teatros, escolas,
congressos e centros culturais do país inteiro, às vezes acompanhado de
uma trupe de músicos e dançarinos, outras vezes sozinho. Festeja cinco
décadas de vida literária e, ao participar da III Cavalgada à Pedra do
Reino, é coroado Cavaleiro da Pedra do Reino. Da UFPE, de onde se
aposentara desde 1989, recebe o título de professor emérito.

2002 - A
escola de samba carioca Império Serrano escolhe como tema de seu
carnaval Aclamação e coroação do imperador da Pedra do Reino Ariano
Suassuna. Ele desfila na Marquês de Sapucaí, ao lado de Zélia, da
sambista Dona Ivone Lara e do vaqueiro Zeca Miron, de São José do
Belmonte. Vem também dessa pequena cidade uma plateia de 150 pessoas,
que viajou de ônibus para ver o escritor e participar do desfile.
Recebe, ainda neste ano, o prêmio nacional Jorge Amado de Literatura e
Arte, concedido pela Secretaria de Cultura e Turismo da Bahia.

2007 - Pela
segunda vez, assume o cargo de Secretário de Cultura de Pernambuco, no
governo de Eduardo Campos, neto de seu amigo Miguel Arraes (falecido em
2005). Isso ocorre nove anos depois de se despedir da vida pública e
política, em carta publicada nos jornais, para se dedicar ao novo livro.
Convoca artistas populares para assessorá-lo na secretaria. Comemora
bodas de ouro com Zélia e acompanha as comemorações dos seus 80 anos,
que incluem homenagens, novas publicações e a exibição da microssérie A pedra do reino, de Luiz Fernando Carvalho.

2011 - Torna-se secretário da Assessoria ao Governador.

2013 - Sofre
infarto do miocárdio e posterior derrame e permanece internado por seis
dias no Hospital Real Português. Em dezembro, volta a realizar
aulas-espetáculo, após quatro meses de recuperação. 

2014 - Ariano
foi o homenageado do Galo da Madrugada, no Carnaval do Recife. Em
abril, também recebeu homenagem na 2ª Bienal do Livro de Brasília. A
escola de samba Unidos de Padre Miguel informou que o escritor será tema
do desfile de 2015, com o enredo O cavaleiro armorial mandacariza o Carnaval, escrito pelo carnavalesco Edson Pereira.



"Cumpriu
sua sentença. Encontrou-se com o único mal irremediável, aquilo que é a
marca do nosso estranho destino sobre a terra, aquele fato sem
explicação que i
guala tudo o que é vivo num só rebanho de condenados, porque tudo o que é vivo, morre". (O Auto da Compadecida)

Veja o vídeo: 

Fonte: Diário de Pernambuco

                     

Vinte e nove prostitutas são mortas à bala dentro de prostíbulo

Vinte e nove supostas prostitutas além de cafetão das meninas e um de seus capangas foram executados em um ataque a um bordel no bairro residencial de Zayouna. Esta área é conhecida por alugar apartamentos para cafetões, que às vezes pode ter até 60 mulheres que trabalham para eles de uma só vez.
Para vê as imagens fortes click aqui, são proibidas para menores de 18 anos de idade.

Muitos agentes de segurança na área são facilmente subornados para “olhar para o outro lado”. O cafetão, identificado apenas como Aws e seu capanga ambos tinham as mãos amarradas atrás das costas antes de serem executados. Algumas mulheres mortas amontoadas em um banheiro todas na tentativa de escapar de seus assassinos, enquanto outros foram encurralados em um quarto principal e abatidos, no chão um rio de sangue banhava toda área.

As autoridades ainda não tem suspeitas dos responsáveis por este ataque brutal. Uma mensagem foi deixada em cima da porta de um dos dois edifícios alvo no ataque que diz: Este é o destino de toda a prostituição.

O fato Aconteceu em Bagdá. A Desgraça Pelo  Mundo
Fonte: Jornal de Caruaru

Blog Casinhas Agreste
 www.casinhasagreste.com.br

Monstro: Adolescente estupra dona de casa, mata um bebê e fere outra criança de 4 anos com golpes de faca

Menor de 16 anos mata bebê, fere a mão e uma menina de 4 anos!

Segundo informações dos correspondentes do postal Plantão Policial, um crime bárbaro ocorreu na manhã desta quarta-feira (23) na cidade de Colinas do Tocantins -To ( a 100 km de Araguaína). De acordo com informantes, um adolescente de 16 anos invadiu uma residência armado, abusou sexualmente da proprietária da casa, identificada como Cristiane, de 31 anos, matou e feriu crianças a sangue frio. 

Demonstrando não ter piedade nem por crianças, ele ainda desferiu golpes de faca contra mulher e sua filha, Ana Caroline, de 4 anos, depois em índice de total maldade e desumanidade, o monstro humano matou um bebê, o Lucas Bonfim, de 1 ano e 6 meses.

Em sua carreira na impunidade, o desgraçado adolescente é conhecido como ''Neguim da Máfia'', sendo considerado de alta periculosidade e tem envolvimento com drogas. A Policia Militar disse que o adolescente ainda cortou o pescoço da criança de apenas de 1 ano e seis meses. O menor que já tem passagens pela policia foi preso e se encontra na Delegacia de Colinas.

As testemunhas disseram que as vítimas eram vizinhas do suspeito. A mãe e a criança que foram esfaqueadas estão hospitalizadas, mas não há informações sobre o estado de saúde delas. O bebê de um ano e seis meses veio a óbito no local.

Ainda tem gente que defende uma desgraça dessa, que é protegido, bajulado e babado pelo Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), por não pega prisão perpetua e só vai passar 3 anos internado, ou melhor, apreendido em uma entidade de recuperação de menor infrator que não recupera nada, só serve como faculdade do crime e motel do governo. Mas se fosse nos Estados Unidos ou em qualquer país sério, esse infeliz iria receber Pena de Morte como penalidade!
Blog do Gari Martins da Cachoeira 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...